Você deve concordar que todo início de ano possui uma energia especial, que não pode ser desperdiçada. É uma sensação de renovação, recomeço, mudança… Para os empreendedores, essa é uma excelente oportunidade para revisar o Planejamento Estratégico do negócio, afinal, já sabemos onde acertamos e erramos no ano passado, e onde ou como podemos melhorar o desempenho da empresa neste ano que inicia.

Muitos, no entanto, não sabem por onde começar um bom planejamento e, para piorar: com o anúncio de economistas e do próprio governo federal de que a economia apresentará sinais de melhora ainda este ano, a reformulação do planejamento se torna essencial. O que fazer diante desse novo cenário? É o que pretendemos responder nesse post!

Confira algumas dicas sobre como fazer o planejamento estratégico!

Faça o mapeamento do ambiente

Todo planejamento estratégico precisa começar com um mapeamento dos ambientes interno e externo. Chamamos essa tarefa de análise SWOT (Strenghts, Weaknesses, Opportunities and Threats), ou, em português, análise FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças). Basicamente, a ideia é reunir todas as informações necessárias para a tomada de decisão.

  • Ambiente interno: avaliaremos as Forças e Fraquezas da empresa. Pontos como a qualidade da equipe, finanças, resultados do departamento de marketing, entre outros, são prioridades;

  • Ambiente externo: depois é chegado o momento de olharmos para o lado de fora da empresa, ou seja, as Oportunidades e Ameaças apresentadas pelo mercado. É fundamental conferir as projeções de especialistas, por exemplo, bem como ficar atento para as oportunidades que estão dando sopa para a nossa empresa no mercado, além de abrir bem os olhos para para ameaças que ainda não estão presentes em nosso radar, por exemplo, uma possível mudança na legislação, uma prática inovadora de um concorrente. O importante é se manter atento.

Defina objetivos e metas inteligentes

Outro ponto importante durante o planejamento da empresa é saber onde nós queremos chegar e quais metas iremos definir para atestar que atingimos esse objetivo. Nessa atividade, é importante tomar cuidado para que as metas não sejam irreais, caso contrário, além do time não conseguir alcançá-las, pode também se desmotivar por conta da impossibilidade de concluir o que foi proposto.

Para definir metas, portanto, é preciso seguir o padrão de metas SMART ou, em português, metas inteligentes. A palavra SMART também funciona como uma sigla onde cada letra possui um elemento indispensável, ou seja, sua meta precisa ser eSpecífica, Mensurável, Atingível, Relevante e Temporal.

Repense suas estratégias de marketing

Como vimos, as previsões de alguns economistas e do governo federal apontam para uma melhoria na economia ainda em 2017, o que é muito bom, mas só para quem está atento. Isso demonstra que os consumidores tendem a ser mais otimistas e gastar mais – tomara que seja com a sua empresa, né? Diante desse cenário, é importante apostar em marketing para não perder nenhuma oportunidade.

Deste modo, procure por parceiros que possam contribuir com a sua empresa em setores que você percebeu que podem melhorar. Por exemplo, que tal uma agência que entenda as suas necessidades e, principalmente, o perfil da sua clientela? Assim, você certamente poderá se aproveitar desse novo momento da nossa economia. É importante ressaltar que o marketing não é custo e sim, um investimento fundamental para a manutenção da sua empresa.

Lembre-se “quem não é visto, não é lembrado.”

Realize projeções para o ano

Por fim, para passar esse ano de 2017 preparado, é muito importante que você realize projeções financeiras e de resultados pretendidos para cada período do ano. Para isso, você precisa verificar o histórico dos fluxos de caixa da empresa para realizar esse tipo de estimativa e, assim, evitar qualquer imprevisto durante o ano. Use o bom senso, nem muito pessimista, nem muito otimista.

Vale lembrar que as projeções de especialista no assunto também são importantes, principalmente quando falamos de instituições renomadas da sua área de atuação. Por isso, fique atento ao que o mercado e os especialistas estão falando.

Gostou do post de hoje? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro de muito mais!

Facebook Comments