O Facebook anunciou recentemente um novo algoritmo que mede a quantidade de tempo que você gasta olhando para as coisas na rede (leia aqui em inglês), portanto, esse é um bom momento para reavaliar hábitos da sua própria empresa no Facebook.

Já sabemos sobre o risco de se perder navegando no  feed de notícias pessoal e como isso pode ser ruim para a produtividade, certo? Mas o que você pode não perceber são as formas que a SUA EMPRESA está desperdiçando tempo na rede. E para que isso não ocorra, uma gestão de páginas no Facebook profissional precisa entrar em cena.



E quando o assunto é a fanpage da sua empresa, tempo desperdiçado pode representar oportunidades de negócios perdidas.

Para evitar quaisquer obstáculos potenciais à sua produtividade no Facebook, hoje vamos falar sobre o que as pessoas que cuidam da sua fanpage NÃO devem fazer.

1- Ser um “Companheiro Pop Up“
Tentar empurrar goela abaixo o seu produto não é uma boa. Se por um lado você tem que atingir suas metas com as ações em marketing digital (mais fãs, mais leads etc.), é preciso lembrar que sua marca, no Facebook, é como um vendedor de terno em uma praia.

Só falar de você, o quanto sua empresa é legal e o quanto tal produto está barato vai afastar qualquer possibilidade de interação real ou humanização da marca.

Para evitar isso, aconselho usar o princípio de Pareto, ou regra 80/20. O que, a grosso modo, neste caso, pode ser explicado assim: a cada 10 postagens, 8  vão ser de caráter mais amplo e apenas 2 farão referencia à venda direta.

Tá Diego, mas como assim não ser um “Companheiro Pop Up“? Este vídeo de humor do Mundo Canibal exemplifica muito bem o que você NÃO deve fazer para tentar vender ( Mesmo que ele  tenha conseguido no final, a imagem de chato e desagradável ficará para sempre). Assista.

2- Postar as fotos do Instagram no Facebook sem contexto

Aqui está um processo de pensamento que pode soar familiar: Instagram é uma plataforma excelente para criar belas imagens. Ele é parte do Facebook. Então, eu deveria repostar todas as minhas fotos do Instagram automaticamente na minha página do Facebook, certo?

Errado. Mesmo que isso possa parecer uma técnica de economia de tempo para deixar automaticamente a mesma atualização para várias redes, que poderia custar-lhe chegar em ambas as redes. Para começar, o perfil da sua marca no Instagram e fanpage podem (e devem) ter diferentes finalidades, por isso, o conteúdo de uma pode não encaixar bem na outra. Seu público nas redes também pode ser drasticamente diferente, então o que vinga com seus seguidores do Instagram pode não dar muito certo no Facebook. Se você deseja reutilizar uma foto, certifique-se de fornecer contexto suficiente para que ela faça sentido em todas as redes.

3- Links de vídeos de outras redes

Subir vídeos diretamente no Facebook  já é um recuso conhecido por todos, certo? Se você tiver a oportunidade, faça o seguinte teste: poste um link do Youtube de um vídeo seu e horas depois (ou antes) suba o mesmo vídeo diretamente na sua fanpage.

No dia seguinte, compare o alcance de cada postagem. Tenho certeza de que, se não houver patrocínio em nenhum dos posts, o vídeo que você subiu direto terá atingido mais pessoas. Muito mais. E não é só isso!

Vídeos diretos aumentam o tempo de interação do fã com sua marca e podem ser usados como anúncios para aumentar sua base de membros no canal ou levar mais pessoas ao seu site.

Resumindo: se você “joga“ links do youtube em sua fanpage, apenas pare!

4- Entrar na briga com haters e clientes enfurecidos

Você pode ter telefone de SAC, e-mail para atender diretamente seus clientes mas sempre haverá quem ignorará esses canais e irá tentar contato direto via Facebook. Se um cliente insatisfeito fizer comentários em um post seu, responda rapidamente e chegue até eles através do inbox da própria plataforma.

Aconselho a sempre começar e terminar qualquer conversa comum só na plataforma. Nada de “envie sua reclamação para reclame@naovouler.com.br“.

Fique longe de quaisquer comentário ou post negativo no Facebook sobre marcas concorrentes. É importante estar ciente dessas conversas, mas participar delas não é necessário, especialmente se nenhuma das alegações negativas sejam fundamentadas. Você se arrisca a fazer mais danos à sua reputação on-line se você se envolver em polêmicas da sua concorrência.

A Gestão de páginas no Facebook é um assunto sério e você deve se dedicar para que sua marca seja bem representada nas redes sociais. Se não tiver tempo, contrate uma agência de marketing digital ou um  profissional para trabalhar internamente na sua empresa.

E você, tem alguma dica ou dúvida para fazer? Comenta aí, vai!
Um abraço.
Diego Santos
Marketing Digital – Vindi http://vindi2i.com.br

Facebook Comments