Se você acompanhou as notícias nacionais neste final de semana, já deve estar por dentro de que a polêmica da vez foi o tema da redação do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) 2015.

Mas afinal, o que o ENEM tem a ver com empreendedorismo?

O tema foi “A Persistência da Violência contra a Mulher na Sociedade Brasileira”, mas o que caiu na boca do povo nas redes sociais foi um mix de falta de interpretação de texto com argumentos machistas x feministas.

Houve gente que não entendeu bem…

Houve ainda quem tenha conseguido se manter perfeitamente focado no real tema da prova, não é, Matheus?

Não é o objetivo deste blog entrar no contexto do tema, mas cabe aqui o destaque para o nível de falta de interpretação de texto, o quanto uma palavra pode mudar tudo e fazer estudantes/empreendedores perderem grandes negócios.

Observando as publicações e depoimentos de quem realizou a prova, em alguns casos fica claro que o redator manteve seu foco na questão do feminismo e da violência contra  a mulher.

Quase certo, se não houvesse a “persistência” antes de tudo. Veja, a questão a ser discutida na prova não era se existe ou não a violência contra a mulher, se é casou ou não de polícia. A questão é a razão dela continuar existindo, mesmo com leis e incentivos para que a mulher denuncie da forma mais segura possível.

Assim como em uma redação de vestibular, não atentar a detalhes pode trazer grandes consequências para quem busca uma colocação ou disputa uma concorrência de uma licitação. Afinal todos nós já começamos a empreender desde o momento em que escolhemos estudar para ter um futuro melhor, investimos tempo, dinheiro e muito suor na maior jornada do indivíduo: a vida!

A pergunta que vos deixo hoje é reflexiva: quais lições da sua jornada como estudante você levou para a vida de empreendedor?

Facebook Comments